Buscar
  • Henrique Correia

"Funchal" com história ligada à Madeira "agoniza" aos 60 anos



Hoje, o "Funchal" está atracado no Cais da Matinha, em Lisboa, à espera de melhores dias.




O navio Funchal está ligado à história daquela que hoje é a inexistente ligação marítima regular de passageiros entre a Madeira e o continente. O "Funchal" fazia isso muito bem, assegurava igualmente a ligação com os Açores, estávamos numa época em que as viagens marítimas estavam no auge.

O navio foi lançado a 10 de fevereiro de 1961, faz hoje precisamente 60 anos. Nove meses depois de ficar concluído, na Dinamarca, com todo o enquadramento que a modernidade da época permitia, fez a viagem inaugural para o Funchal, enriquecia a então frota relevante do nosso País.

Foi nele que no tempo de Américo Tomás, foram transportados os restos mortais de Pedro IV de Portugal para o Brasil, sob escolta militar, em 1972.

Uma reportagem da TVI lembra que o Funchal foi transformado em navio de cruzeiros em 1973 e a sua última viagem à Madeira aconteceu na passagem de ano de 2014/2015.

Hoje, o "Funchal" está atracado no Cais da Matinha, em Lisboa, à espera de melhores dias depois de sucessivos leilões e vários proprietários.



4 visualizações