Buscar
  • Henrique Correia

Gamba da Madeira poderá ser comercializada em 2021; capturas podem atingir 15 toneladas


A exploração e comercialização da gamba da Madeira carece de legislação adequada e foi isso que o secretário regional de Mar e Pescas anunciou estar já em preparação



Uma nota da secretaria de Teófilo Cunha, o secretário regional de Mar e Pescas, dá conta que "a Madeira poderá vir a comercializar a gamba da Madeira, a partir de 2021. Um estudo realizado no âmbito do projeto MARISCOMAC, desenvolvido por investigadores e especialistas da Madeira, Canárias e Cabo Verde, indica para a possibilidade de capturas anuais sustentáveis, na ordem das 10 a 15 toneladas".

A secretaria regional de Mar e Pescas, através da Direção Regional do Mar, é a coordenadora do projeto MARISCOMAC, que recebeu um cofinanciamento de 465.603,65 euros da União Europeia para desenvolver condições técnicas e bases científicas para a exploração sustentável de mariscos e peixes (recursos pesqueiros) nas águas, quer costeiras quer profundas, da Madeira, Canárias e Cabo Verde e sua comercialização.

A exploração e comercialização da gamba da Madeira carece de legislação adequada e foi isso que o secretário regional de Mar e Pescas anunciou estar já em preparação pelos serviços. O projeto MARISCOMAC termina em junho de 2021, e até lá o governante espera ter pronta a Portaria que irá estabelecer as normas legais. O estudo avaliou também os stocks de lapas e caramujo.

Para dar expressão pública a este trabalho de pesquisa e investigação, o secretário regional de Mar e Pescas, a diretora regional do Mar, Mafalda Freitas, e o coordenador do projeto, João Delgado, participam esta quinta e sexta-feira no Porto Santo num seminário sobre o desenvolvimento de condições técnico-científicas formação e transferência de tecnologia e conhecimento, visando fomentar a exploração e comercialização sustentável de mariscos na Macaronésia.

9 visualizações