top of page
Buscar
  • Duarte Azevedo

Gilberto Garrido: horas de sofrimento levam à desistência do ténis de mesa



Sabendo-se, também, que o não cumprimento de alguns apoios financeiros - sobretudo nesta fase fundamental da época - contribuem de igual modo para esta posição.




É uma missiva tocante aquela que o presidente da ADC Ponta do Pargo, Gilberto Garrido, enviou aos atletas de ténis de mesa das suas equipas seniores, masculina e feminina, a anunciar a desistência de participação nas respetivas I Divisões Nacionais.

Revelando o seu problema de saúde 'grave', o dirigente máximo do clube da Ponta do Pargo aponta, ainda, a dificuldade de contar com dirigentes devidamente capacitados para 'tomarem conta do barco', sabendo-se, também, que o não cumprimento de alguns apoios financeiros - sobretudo nesta fase fundamental da época - contribuem de igual modo para esta posição. Apesar da solidariedade e do apoio forte recebido, sempre, por parte da Câmara Municipal da Calheta, especialmente do seu presidente Carlos Teles.

Naturalmente desencantado, e sofredor, Gilberto Garrido garante que o clube que dirige há 25 anos e que colocou no topo nacional do ténis de mesa português - foi campeão nacional -, continuará aberto e a trabalhar em prol da juventude da Ponta do Pargo, nomeadamente nas modalidades de basquetebol, xadrez e ténis de mesa (regional).

Restam poucas palavras para juntar a esta informação, chocante, e que um dirigente da estirpe de Gilberto Garrido não merecia que acontecesse. Um Dirigente com 'D maiúsculo', um Homem 'com H grande' e que muito tem feito - e continuará a fazer, certamente! - pelo Desporto madeirense.


60 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page