top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Gouveia e Melo manda substituir toda a guarnição do Mondego


O Almirante diz que a indisciplina nas Forças Armadas é um caso grave.




Grandes males, grandes remédios. O Almirante Gouveia e Melo veio à Madeira, entrou no navio patrulha Mondego e deu um raspanete aos militares que se recusaram a uma missão de acompanhamento de um navio russo, que passou ao largo do Porto Santo, que as autoridades da Marinha consideram navio de espionagem. Gouveia e Melo não perdoa e cortou a direito. Vão os 13 insubordinados e os outros. Ou seja, a guarnição será toda substituída.

O Almirante diz que a indisciplina nas Forças Armadas é um caso grave.

A Marinha emitiu, numa primeira fase, um comunicado dando conta que "confirma que 13 militares do navio [ NRP Mondego ] que se encontra atribuído à Zona Marítima da Madeira recusaram ocupar os respetivos postos na preparação da largada para execução de uma missão, na noite do dia 11 de março. Nesse dia o navio encontrava-se com uma avaria num dos motores. (...)

Deste modo, os militares em causa, não cumpriram com os seus deveres militares, usurparam funções, competências e responsabilidades não inerentes aos postos e cargos respetivos".

12 visualizações

Comentários


bottom of page