Buscar
  • Henrique Correia

Governo dá 35 mil euros por mês ao Abrigo de Nossa Senhora de Fátima


Casa do Voluntário recebe um apoio de 200 mil e Centro Pariquial da Tabua recebe cerca de 100 mil.




O Governo Regional decidiu autorizar a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Fundação Abrigo Nossa Senhora de Fátima relativo ao financiamento da resposta social de casa de acolhimento, atribuindo para o efeito uma comparticipação financeira mensal no montante de 35.419,36. O Executivo expressa que "a Fundação é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que desenvolve atividades na área da segurança social com crianças e jovens", sendo que "a instituição pretende continuar a promover o desenvolvimento da resposta social, atualmente designada por casa de acolhimento, conferindo uma nova dinâmica no funcionamento da mesma, com reforço do quadro de pessoal afeto". Neste enquadramento de apoios, foi autorizada a celebração um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e o Centro Social e Paroquial da Santíssima Trindade da Tabua, relativo ao financiamento das respostas sociais de estrutura residencial para pessoas idosas e casa de acolhimento para crianças e jovens, distribuída por duas unidades residenciais, atribuindo para o efeito uma comparticipação financeira mensal no montante de 102.847,91 €. Foi ainda autorizada a celebração de um contrato-programa com a Associação Casa do Voluntário, de modo a assegurar a prossecução do Projeto “Porto Santo Inclusivo”, nas áreas do apoio às crianças e jovens, à população idosa e às famílias carenciadas, atribuindo para o efeito uma comparticipação financeira que não poderá ultrapassar o montante máximo de 210.000,00 €.


3 visualizações