Buscar
  • Duarte Azevedo

Governo da República põe de fora clubes da Madeira e dos Açores nos apoios


Uma das obrigações para concorrer ao REATIVAR DESPORTO é ter sede no continente



Não é de agora, porventura já nem é notícia nem motivo de protesto, mas não deixa de ser... repugnante. Sem grandes comentários - para quê?! -, a situação é simples: o Governo da República Portuguesa - melhor seria o Governo da República 'Retangular' - aprovou recentemente 'o Regulamento da medida REATIVAR DESPORTO do Fundo de Apoio para a Recuperação da Atividade Física e Desportiva no contexto de resposta à pandemia da doença COVID-19'. E a regulamentação da referida medida REATIVAR DESPORTO é taxativa: clubes da Madeira e dos Açores... fora! Qual Constituição Portuguesa, qual continuidade territorial...?!

A este apoio governamental que atinge o total de 30 milhões de euros - sob a forma de subsídio a fundo perdido, não reembolsável - só se podem candidatar os clubes desportivos 'COM SEDE EM PORTUGAL CONTINENTAL'.

É isto o que está escrito no Artigo 1º e, para que não restem dúvidas, o Artigo 2º, ponto 2, alínea a), reforça: 'clubes com sede social em território continental'. O que é isso das ilhas?! Devem estar loucos...!

Ridículo é que as Federações divulgam esta medida junto dos clubes, inclusive chamando à atenção das Associações Distritais e... Regionais. Como faz, por exemplo, a Federação Portuguesa de Futebol. Regionais?! Só pode ser gozo...

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo