Buscar
  • Henrique Correia

Governo faz levantamento dos prejuízos e alerta para a importância dos seguros



"Vamos baixar o prejuízo mínimo para 20% das produções, para que possamos chegar a um número maior de agricultores em caso de prejuízos”



Os técnicos da Direção Regional estão no terreno a contabilizar os estragos que foram provocados pelo temporal do último sábado. O anúncio foi feito, hoje, pelo secretário regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

“Estamos a analisar os prejuízos, mas já sabemos que o granizo causou danos em algumas culturas, por isso, se for necessário, o Governo Regional vai voltar a intervir, porque os agricultores que sofrem quebras de produção não podem ficar sem rendimento”, explicou Humberto Vasconcelos, como refere uma nota do gabinete de comunicação.

A mesma informação revela que "depois de apurados os prejuízos, o Governo Regional vai abrir uma medida de apoio específica para fazer face às perdas registadas neste temporal".

“Teremos sempre verbas disponíveis, até do próprio Orçamento, para acudir a este tipo de situações. Já o fizemos em várias culturas, neste momento estamos a ajudar os produtores de cereja, também o faremos com os produtores de anona e, muito provavelmente, iremos chegar a outras culturas por causa do granizo. A fórmula de ajudar é que poderá variar”, disse o governante.

Humberto Vasconcelos vincou ainda a importância dos seguros agrícolas, que são cada vez mais importantes para atenuar os imprevistos decorrentes de condições atmosféricas adversas.

“A agricultura é uma indústria de céu aberto e como há cada vez mais este tipo de acontecimentos inesperados, o que nós aconselhamos é que as culturas sejam salvaguardadas pelos seguros. E, nesse sentido, vamos baixar o prejuízo mínimo para 20% das produções, para que possamos chegar a um número maior de agricultores em caso de prejuízos”, revelou o Secretário Regional.


5 visualizações