Buscar
  • Henrique Correia

Governo Regional apoia famílias na aquisição de gás para utilização doméstica


Medida entra em vigor a 1 de agosto. Para aceder a este apoio, os beneficiários terão apenas de apresentar o cartão do cidadão e a última fatura de energia elétrica com tarifa social atualizada e em seu nome.




O Governo Regional autorizou ontem a

criação do Programa “Gás Solidário” na Região, destinado a conceder um apoio financeiro para as famílias com carências e com vista à poupança na aquisição de gás para utilização doméstica, seja na modalidade de aquisição de garrafas de gás, seja na aquisição de gás canalizado.

O Programa “Gás Solidário”, segundo sublinha uma nota do Executivo, "irá permitir apoiar as famílias mais carenciadas da Madeira e do Porto Santo no pagamento das faturas do gás".

O programa tem por objetivo "apoiar, financeiramente, as despesas com gases de petróleo liquefeitos das famílias carenciadas com residência na Região Autónoma da Madeira, a aquisição de GPL engarrafado ou canalizado a um valor mais reduzido, nos operadores aderentes". A esta medida, que entra em vigor a partir do próximo dia 1 de agosto, poderão candidatar-se todas as famílias que já usufruem da tarifa social de fornecimento de energia elétrica, que corresponderá a um universo de 22 mil consumidores.

Para o corrente ano e para executar esta medida, o Governo Regional reservou um montante global de 650 mil euros para a Direção Regional de Economia e Transportes, que será a entidade que irá acompanhar e monitorizar o programa “Gás Solidário”.

Anualmente, os consumidores que sejam aprovados para o programa “Gás Solidário” irão ter uma poupança de 72 euros, que se traduz numa dedução de seis euros mensais, seja na fatura do gás canalizado, seja na aquisição de uma garrafa de gás.

Para aceder a este apoio, os beneficiários terão apenas de apresentar o cartão do cidadão e a última fatura de energia elétrica com tarifa social atualizada e em seu nome.



6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo