Buscar
  • Henrique Correia

Guias ficaram a saber o circuito do peixe do mar à mesa


Visita às seis da manhã à Lota do Funchal deu para assistir ao leilão e ter uma "lição" do mestre José António.





Foi uma experiência nova e começou bem cedo, às 6 da manhã. O secretário regional de Mar e Pescas, Teófilo Cunha, convidou guias intérpretes para irem à Lota do Funchal, onde ficaram a conhecer muitos aspectos importantes que irão ter oportunidade de passar para o conhecimento do turismo.

Segundo uma nota da secretaria, as guias reconheceram a “importância da informação atualizada” para transmitir aos turistas “uma imagem real e positiva da Madeira”. No final de uma visita demorada à lota do Funchal, onde assistiram ao primeiro leilão, às 6 da manhã, e conheceram as novas instalações, o grupo de guias intérpretes fez saber que são elas próprias que promovem, suportam e organizam as ações de formação que lhes permitem atualizar os conhecimentos e tomar contato com novas realidades.

Nesse sentido, referiram que a visita à lota foi “excelente” pelo volume de novas informações que recolheram, nomeadamente o circuito do peixe, desde a captura até à mesa, a variedade existente nos mares da Madeira, a higiene, segurança e qualidade alimentar e a atualização de conhecimentos, em particular aqueles que foram transmitidos pelo mestre José António, que deu às guias uma “aula completa” sobre o processo de pesca do peixe-espada, desde a preparação da embarcação e do isco, até à descarga em lota.


7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo