Buscar
  • Henrique Correia

Homenagem a regente florestal e prémios a alunos marcam 25 anos de Cidade


Porto Santo assinala elevação da Vila Baleira a Cidade.





A secretária regional do Ambiente, Susana Prada, esteve no Porto Santo para as comemorações do 25º aniversário da elevação da Vila Baleira a Cidade, assinalando-se também para assinalar os 100 anos da reflorestação do Pico Castelo.

De acordo com uma nota publicada pelo Governo, a governante sublinhou "o trabalho de reflorestação no Porto Santo iniciado por António Schiappa de Azevedo e os trabalhos em curso pelo Governo Regional que irá iniciar brevemente, as obras de recuperação do Viveiro Florestal dos Salões, num investimento de cerca de 750 mil euros".

O objetivo passa por "reforçar a capacidade produtiva e dar continuidade às rearborizações com recurso a espécies, que se adaptem às condições e clima locais".

Esta homenagem ao regente florestal Schiappa de Azevedo justifica-se pelo "importante e notável trabalho de arborização efetuado ao longo das primeiras décadas do séc. XX, com destaque para a mancha verde existente no referido Pico"

Como refere a Autarquia, numa pública no Facebook, Schiappa de Azevedo foi responsável pelos primeiros trabalhos de reflorestação no Porto Santo, que se encontrava desprovido de um coberto florestal, tentando rearborizar a ilha com plantações nos Picos Branco, Juliana, Facho e Gandaia e no cume do Pico Castelo.

O sucesso obtido neste último Pico, deveu-se ao árduo e persistente trabalho de armar o terreno e constituir muretes em pedra, para suporte e sustentação da pouca terra que existia na encosta, obtendo assim o solo e condições para plantar árvores, com destaque para o cedro Cupressus macrocarpa e o pinheiro-insigne Pinus radiata.

Após a sua morte em 1926, foi continuada a arborização da parte alta do Pico Castelo utilizando a metodologia de plantação por si desenvolvida".

As comemorações incluíram a entrega, pela primeira vez, no Largo do Pelourinho, de prémios de mérito escolar aos alunos do Ensino Básico e Secundário, como incentivo ao desempenho dos alunos, num investimento aproximado de 3.000 euros.

5 visualizações