top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Iglesias critica ziguezagues dos deputados do PSD-M no Orçamento de Estado




"Incoerência dos deputados do PSD-Madeira, por, apesar das várias conquistas alcançadas para a Região, votarem contra o documento, quando haviam admitido votar favoravelmente".




O deputado do PS-Madeira à Assembleia da República Miguel Iglésias congratulou-se hoje com a aprovação do Orçamento do Estado para 2024, ocorrida no Parlamento, e critica a incoerência dos deputados do PSD-Madeira, por, apesar das várias conquistas alcançadas para a Região, votarem contra o documento, quando haviam admitido votar favoravelmente.

O parlamentar salienta as inúmeras medidas que irão contribuir para manter o país na rota do crescimento económico e para a progressiva melhoria das condições de vida dos portugueses, com reflexos também na Região, além das alterações que dizem especificamente respeito à Madeira e que foi possível acautelar no Orçamento.

Miguel Iglésias evidencia o facto de o OE2024 consubstanciar um acréscimo dos rendimentos, por via do Acordo de Rendimentos, Salários e Competitividade que fixa aumentos salariais de 5% e aumenta o salário mínimo para os 820 euros mensais. Destaca igualmente o aumento das pensões, o reforço do abono de família, do complemento solidário para idosos e do rendimento social de inserção, bem como a descida do IRS para as classes médias, a redução do IRS Jovem e a redução dos encargos com o acesso à habitação e das rendas. “Trata-se de um conjunto muito importante de medidas que revelam a preocupação e o pendor social deste Orçamento que, naturalmente, terão também impacto muito significativo na vida dos madeirenses”, sublinha o deputado.

4 visualizações

Comments


bottom of page