Buscar
  • Henrique Correia

Iglesias denuncia "negociata da década" a compra da SDM por parte do Governo


“O Grupo Parlamentar do PS Madeira já entregou um requerimento para que seja aberta uma comissão de inquérito parlamentar


O líder parlamentar do PS Madeira questionou, hoje, a compra da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), operador que explora o Centro Internacional de Negócios da Madeira, por parte do Governo Regional.

Miguel Iglésias considera que este negócio é “inqualificável”, referindo que “esta concessão, que foi prorrogada por ajuste direto até 2027 foi um excelente negócio para a empresa privada e foi um péssimo negócio para todos os contribuintes madeirenses”.

O vice presidente socialista revelou que  “o Grupo Parlamentar do PS Madeira já entregou um requerimento para que seja aberta uma comissão de inquérito parlamentar relativamente a toda esta situação”, vincando que “não podemos aceitar que num momento de crise em que nós vivemos tenhamos de indemnizar em dezenas de milhões de euros um operador privado que, efetivamente, foi beneficiado pelo Governo Regional"

Iglesias destacou que “é inaceitável a compra do capital do operador privado, por uma quantia que ainda ninguém sabe, que, naturalmente, será na ordem de milhões de euros de um negócio que é inqualificável para o erário público regional”, considerando mesmo que é a “negociata da década”.  

Lembrou que houve “um processo aberto pela Comissão Europeia relativamente a este procedimento anti-concorrencial, portanto, não houve qualquer concurso público para a exploração e concessão do Centro Internacional de Negócios e agora, face à situação em que vivemos, o Governo Regional considera que ainda tem de indemnizar este operador privado por uma decisão única e exclusivamente sua”.

“É preciso que as pessoas tenham noção que, anualmente, a SDM que explora o Centro Internacional de Negócios, só de receitas dos 'fees' das empresas, estamos a falar de um valor superior a 11 milhões de euros anuais”, destacou.  

6 visualizações