Buscar
  • Henrique Correia

Instituições gerem melhor os dinheiros públicos do que o Estado ou a Região

Jovem da Aldeia da Paz faz este ano acesso à universidade

A declaração é do presidente da Assembleia Regional, durante uma visita à Aldeia da Paz. “O Parlamento não tem poderes executivos, isso compete ao Governo. Julgo que a Segurança Social e a Secretaria Regional da Inclusão e Cidadania estão particularmente atentas a estas IPSS. Porque elas no fundo rentabilizam melhor do que o próprio Estado e do que a própria Região aquilo que são os dinheiros públicos", disse José Manuel Rodrigues para expressar a importância destas instituições na ajuda aos mais necessitados.

Um momento para relevar o facto da Aldeia da Paz, pela primeira vez, ter o caso de um jovem que este ano vai ter acesso à universidade. "Bastaria só este caso para dizer que vale a pena apoiar a Aldeia da Paz”, assim como as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS)", vincou o presidente do parlamento madeirense no final da visita que se insere no Parlamento Social Mais Perto.

O projeto de institucionalização e de ajuda aos mais jovens começou a ser pensado em 1984. Diretamente ligada à Diocese do Funchal, a Fundação Aldeia da Paz foi inaugurada a 24 de julho de 1994 e nos cinco anos seguintes foi gerida pela pelas irmãs Missionárias dos Pobres. Entre 2001 e 2014 a administração da Fundação esteve a cargo da Comunidade Salesiana. Desde esse ano a Diocese do Funchal decidiu nomear uma Direção para a Administração da Fundação.


4 visualizações