Buscar
  • Henrique Correia

Ireneu diz que multidão na neve é comportamento que "não podemos aceitar"


O Representante está solidário com as medidas do Governo mas diz que isso só não chega, é preciso que a população colabora: "Sejamos polícias de nós próprios"




Ireneu Barreto não "fugiu", em entrevista à RTP-Madeira, aos casos mais polémicos relacionados com incumprimentos verificados no âmbito das medidas restritivas à Covid-19 na Região, casos de irresponsabilidade, diga-se. Falou nos bares que não respeitam, tanto nos horários como na capacidade dos espaços. Falou na multidão que foi à neve, no Poiso, dizendo sem reservas que "são comportamentos que não podemos aceitar. E mais uma vez apelo a todos para que sejam responsáveis".

O Representante da República afirma-se preocupado e triste. Lança um apelo aos fumadores: "Quando quiserem fumar, parem e fiquem num espaço a fumar, não fumem a caminhar. Parece que não tem importância mas tem muito significado".

Ireneu diz estar solidário com as medidas do Governo Regional, mas também vai dizendo que isso não basta. É o próprio quem faz essa afirmação reagindo à entrada em vigor, esta quarta-feira, do pacote restritivo, na Região. Quer a população a colaborar: "Sejamos polícias de nós próprios".

O Representante, no âmbito das competências em contexto do estado de emergência, executa-o em articulação com o Governo Regional, sendo uma das atribuições manter informados o Presidente da República e a Assembleia da República, dos atos que constam da execução desse mesmo estado de emergência na Região.

5 visualizações