Buscar
  • Henrique Correia

Jardim não quer PSD-M a escolher "deputados pavões"


"Antes das tontices “renovadinhas”, PSD era um Partido hegemónico, nunca fez coligações".

Os deputados eleitos pelo PSD-M foram Sara Madruga da Costa, Sérgio Marques e Paulo Neves. Jardim defende uma escolha de "deputados decentes.Que trabalhem, e não pavões !"



O presidente honorário do PSD Madeira não perde tempo. Nem tempo nem oportunidade para mandar "recados" para dentro do partido, o que de certo modo coloca em evidência alguma crispação interna que a candidatura de Pedro Calado no Funchal disfarçou pela popularidade individual e capacidade de mobilização e não tanto pela unidade genuina no partido.

Agora, como que a provar a unidade meramente conjuntural, que não genuína nem estrutural dentro do PSD Madeira, Alberto João Jardim fez uma publicação sobre a escolha dos deputados ao circulo eleitoral da Madeira à Assembleia da República. De passagem, mas de fácil entendimento, fala da coligação e indiretamente no anúncio de Rui Barreto acerca do entendimento para haver acordo de coligação também para a Assembleia da República, apesar do PSD ter eleito, isoladamente, 3 deputados e o PS 2.

Jardim escreve que "quando, antes das tontices “renovadinhas”, PSD era um

Partido hegemónico, nunca fez coligações.

Mas, agora, prioridades são VENCER ADVERSÁRIOS colonialistas e arranjar Deputados decentes.Que TRABALHEM, e não pavões !"


37 visualizações