Buscar
  • henriquecorreia196

José António Castro despede-se da Câmara do Porto Santo: "Vamos andar por aí"


"A maioria das nossas propostas caíram em saco roto".




"O Mais Porto Santo não foi votos mas, como diria um ilustre político da República, “vamos andar por aí”. Foi desta forma que o movimento, que nas últimas autárquicas elegeu José António Castro para a Câmara do Porto Santo, deixou um comunicafo3de despedida. O mandato termina e há eleições domingo.

"A Câmara viveu metade do mandato assente numa maioria circunstancial e artificial, dadas as circunstâncias de todos conhecidas da vereadora do PS que passou a independente.

Pouco porque só por teimosia política e para não dar o braço a torcer, muitas das propostas válidas do Mais Porto Santo não foram implementadas.

Sobre “O que deveria ter sido feito”, efectivamente, o Mais Porto Santo, em nome e para resolver os problemas das populações, apresentou dezenas de propostas ao longo do mandato, em várias instâncias, aqui na ilha do Porto Santo e fora dela.

A maioria das nossas propostas caíram em saco roto. E isso viu-se quando apresentamos propostas concretas para ajudar as empresas e as famílias por causa da pandemia da COVID-19".

O movimento recorda em jeito de balanço: "Sugerimos 13 medidas para enfrentar a crise provocada pelo coronavírus. Medidas que podiam e deviam ter sido implementadas pela Câmara Municipal, pelo Governo Regional e empresas concessionárias; e pelo próprio Governo da República.

O micro-crédito foi uma dessas sugestões.

Estivermos na linha da frente das reivindicações sobre a operação aérea Funchal/Porto Santo.

Recomendamos à Câmara Municipal do Porto Santo a suspensão da cobrança nos parquímetros em todo o concelho".

"Fizemos política pela positiva. Apresentando alternativas à governação.

Foi por isso que nos congratulamos com a ideia de alargar a todos os meses do ano do subsídio de mobilidade para que os madeirenses visitem o Porto Santo, ideia que, pioneiramente, defendemos em 2018, tenha sido aprovada na Assembleia Legislativa da Madeira a 6 de maio de 2020.

Foi por isso que propusemos e vimos aprovado por unanimidade, um voto de congratulação pelo aparecimento da Associação de Indústria, Comércio e Turismo do Porto Santo.

Foi por isso que nos congratulamos com o regresso da Binter à linha Madeira/Porto Santo e com as viagens diárias do Lobo Marinho. Propusemos o apoio nos manuais escolares e bolsas de estudos para os universitários que estudam fora".




7 visualizações