Buscar
  • Henrique Correia

Linha de crédito para apoiar empresários na pandemia ficou metade por executar

A denúncia foi feita, hoje, no Parlamento, pelo deputado do PS Sérgio Gonçalves


O deputado socialista Sérgio Gonçalves disse hoje, no Parlamento Madeirense, que uma linha de crédito de 100 milhões, para apoio aos empresários face à pandemia, prevendo o fundo perdido, ficou metade por executar. E ironizou: "Deve ser culpa dos empresários".

Esta posição do parlamentar do PS surgiu em resposta à intervenção da deputada social democrata Rubina Leal, sublinhando que a Madeira é a região do País onde há melhor aproveitamento de fundos comunitários.

Sérgio Gonçalves lembrou, ainda, o relatório do Tribunal de Contas, sobre a Conta de 2918, que precisamente aponta a sobrevalorização da receita e a falta de execução de fundos.

A deputada Rubina Leal teceu hoje críticas ao Governo da República pela falta de solidariedade para com a Madeira, referindo comportamentos de injustiça que já vêm de trás, como o reforço de 30 milhões prometidos por altura dos incêndios, no âmbito dos POSEUR, e que nunca chegaram, apesar dos protestos da Região, através inclusive do Parlamento Regional.

Rubina Leal deixa claro que "não queremos ser tratados como antes do 25 de abril, como as ilhas adjacentes".

4 visualizações