top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Machico viveu com fé o regresso do Senhor dos Milagres à capela



Cumpriu-se a tradição e a devoção de um povo.





Na véspera, D. Nuno Brás Bispo do Funchal presidiu à celebração. Fotos Duarte Gomes/Jornal da Madeira (Diocese).

.


Foi com grande devoção que decorreu a procissão dos Milagres que marcou o regresso do Senhor dos Milagres à Capela depois de no dia anterior ter saído para a Igreja Matriz de Machico. Cumpriu-se a tradição e a fé de um povo.

No dia anterior, o Bispo do Funchal presidiu às cerimónias e apontou três pecados em nome de todos ao Senhor dos Milagres. Primeiro, “verdadeiramente temos muita falta de fé, muita falta de confiança no Senhor nas mãos do Senhor”. Segundo, "temos ainda falta de esperança “porque olhamos apenas para cada dia que passa, porque não olhamos para outro horizonte, a não ser o agora, o hoje, aquilo que nos satisfaz neste momento, não somos capazes de olhar mais longe e de ter o olhar de Deus em nós, de ter em nós os sonhos de Deus”. Depois, “temos falta de caridade”. É verdade que “falamos muito de amor, mas vivemos tão pouco o amor. Este nosso mundo que fala tanto de amor, vive o drama da guerra na Ucrânia e agora o drama da guerra em Israel e o drama da guerra em tantas outras partes do mundo”, mas que recusa perdoar para ser perdoado", refere uma informação no jornal da Diocese, o Jornal da Madeira.



5 visualizações

Kommentare


bottom of page