top of page
Buscar
  • Duarte Azevedo

Madeira é a região com mais 'jogadores volantes'

Em Portugal, um clube poderá solicitar a filiação de jogadores volantes sem limite de número, podendo, até, fazer alinhar uma equipa só com 'volantes'.




No ténis de mesa, como por aqui já referimos nalgumas ocasiões, há o que se apelida 'jogador volante'. a grosso modo, trata-se de um atleta que joga em mais que um país - o madeirense Énio Mendes, por exemplo, atleta da ADC Ponta do Pargo, alinha noutros campeonatos nacionais.

Em Portugal, um clube poderá solicitar a filiação de jogadores volantes sem limite de número, podendo, até, fazer alinhar uma equipa só com 'volantes'.

E para que um jogador volante possa competir na Fase Final dos Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores, terá que disputar pelo menos 50% dos encontros da Fase Inicial dos mesmos Campeonatos.

Neste momento, contando com os 'Nacionais' da I Divisão, feminino e masculino, estão inscritos na FPTM 40 'volantes', sendo a Madeira é a Região do país que apresenta um maior número: 13. Assim distribuídos: São Roque 4, Galomar 2, 1º de Maio 3 e Ponta do Pargo 4. No caso do Ponta do Pargo, são três masculinos e um feminino, tratando-se do único clube da Madeira que disputa a I Divisão também em femininos.

O recurso a estes atletas, geralmente de níveis superiores, acontece para salvaguarda da posição classificativa pois um clube que não possua nenhum 'volante' - dada a qualidade destes - dificilmente fica na I Divisão.

Contudo, esta é uma situação que tem muitos outros aspetos, que procuraremos dissecar por aqui nos próximos dias...

5 visualizações

Comments


bottom of page