Buscar
  • Henrique Correia

Madeira aposta no Orçamento de Estado para ver se os apoios vão além do zero

Deputada social democtrata Sara Madruga reuniu-se com Pedro Calado e quer que António Costa "cumpra com as suas obrigações enquanto Primeiro-Ministro"



O vice presidente do Governo Regional recebeu a deputada do PSD-M Sara Madruga e as ajudas da República voltaram a estar em cima da mesa. As ajudas, melhor dizendo, a falta delas. Como foi referido no final da reunião. O objetivo do encontro foi preparar as propostas da Madeira em sede do Orçamento de Estado, a debater dentro de um mês, aproximadamente.

A parlamentar social democrata na Assembleia da República diz que tarda uma resposta de Lisboa e isso torna-se "inaceitável, tanto mais quando, até à data, a Madeira ainda não recebeu qualquer ajuda do Estado para fazer face às inúmeras necessidades que tem por colmatar devido à pandemia e quando nem sequer o Governo da República ainda se dignou a conceder o seu aval, que representa uma poupança anual aos cofres da Região na ordem dos 6 milhões de euros”, disse Sara Madruga da Costa que é taxativa ao afirmar que as necessidades da Região “não se compadecem com mais demoras” e que, ao contrário de outros, “que pedem a António Costa para não prejudicar a Madeira, o que o PSD tem feito e continuará a fazer, junto da República, é exigir que António Costa cumpra com as suas obrigações enquanto Primeiro-Ministro, relativamente à população da Madeira e do Porto Santo”. A deputada social-democrata sublinha a importância do Orçamento de Estado, na atual conjuntura de recuperação económica.

“É crucial que o próximo Orçamento de Estado contemple as ajudas que a Madeira precisa e reivindica desde a primeira hora e outra coisa não é de esperar, quando se afirma que o regresso à normalidade é uma prioridade para o Governo da República”, frisou, acrescentando que é dessa definição das ajudas que em muito dependerá a forma como a Região irá enfrentar os próximos tempos e que os Madeirenses apenas irão exigir, na República, “aquilo a que têm direito”.

5 visualizações