Buscar
  • Henrique Correia

Madeira em "estreia" nacional do exercício DRONEX 21



O exercício, a 3 e 5 de novembro, junta 36 operadores e 4 observadores, vão interagir 14 drones militares e não militares em cenários específicos construídos para testar as perícias dos operadores de drones.




São 40 pessoas e 14 drones envolvidos no exercício DRONEX 21, a 3 e 5 de novembro na Madeira.

"Tratando-se do primeiro exercício deste tipo a nível nacional, este é também o primeiro grande teste à cooperação e nível de interoperabilidade entre o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), representado pelo Comando Operacional da Madeira, os comandos de componente dos ramos das Forças Armadas, as Forças e Serviços de Segurança, através da PSP, e entidades regionais como a ARDITI, o Serviço Regional de Proteção Civil (SRPC), o Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN), a Direção Regional de Ordenamento do Território (DROTe) e o SANAS, para a utilização, em operações de duplo uso, militar e não militar, de sistemas aéreos não tripulados (drones)", revela uma nota do gabinete de comunicação do Comando.

Neste exercício, que junta 36 operadores e 4 observadores, vão interagir 14 drones militares e não militares em cenários específicos construídos para testar as perícias dos operadores de drones treinados pelo Núcleo de Iniciação à Operação e Experimentação de Drones do Comando Operacional da Madeira, tendo em vista aferir o nível em que foi atingida a desejada interoperabilidade e identificar quais as áreas que deverão ser, no futuro, objeto de treino, para melhorar o produto operacional conjunto.

Vão participar no DRONEX 21 meios operacionais, como o NRP Douro e embarcações da Polícia Marítima, do Instituto de Socorros a Náufragos e do SANAS.


4 visualizações