Buscar
  • Henrique Correia

Madeira faz primeiro rastreio da segunda causa de morte por cancro no País


O cancro colorretal é a doença oncológica com maior incidência anual em Portugal contabilizando 10 501 casos. Rastreio decorre de 15 a 31 de março





A médica do Serviço de Cirurgia Geral do SESARAM, do sector colorretal, Maria Olim, impulsionadora da iniciativa


Trata-se do primeiro rastreio de sensibilização do cancro colorretal na Região. Começa esta segunda-feira, 15 de março e vai até 31 deste mês, uma iniciativa integrada na Campanha de Sensibilização do Cancro Colorretal, Março Azul.

​Uma informação divulgada pelo SESARM revela que o cancro colorretal "é a doença oncológica com maior incidência anual em Portugal contabilizando 10 501 casos segundo dados da Organização Mundial de Saúde em 2020. É a segunda causa de mortalidade por cancro no país, sucedendo ao cancro do pulmão".

Esta ação de rastreio tem como objetivo primordial "a sensibilização da população para a importância do rastreio e do diagnóstico precoce, uma vez que se trata de uma situação possível de ser prevenida e tratável, quanto mais precocemente detetada".

​"Os 300 testes imunoquímicos de pesquisa de sangue oculto nas fezes, para esta campanha de sensibilização, teve o apoio da Europacolon Portugal", refere a mesma informação.

Esta iniciativa é feita em parceria com o Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

​A campanha conta com a distribuição de materiais informativos e estão disponíveis contactos para esclarecimento adicional de dúvidas através de:

​Email: rastreiocolorretal@sesaram.pt ​Telemóvel: 966 432 214










11 visualizações