Buscar
  • Duarte Azevedo

Marítimo: jogo com o Belenenses pode ser sem 'treinador principal' inscrito

Regulamento 'dá' 15 dias após jogo com o Farense para os verde-rubros resolverem a situação


O último jogo que o Marítimo realizou disputou-se no passado dia 7 de dezembro - derrota em Faro, por 1-2. Desafio que marcou a estreia de Milton Mendes no 'banco' principal verde-rubro mas não oficialmente como 'treinador principal'. E não poderia assumir esse papel, como aqui na altura escrevemos, porque o Marítimo ainda não rescindiu o contrato com o antigo treinador, Lito Vidigal. Daí que o clube maritimista não possa, também, 'apresentar o novo treinador' - como alguns, mesmo da comunicação social, queriam...

Como, ao que se sabe, a situação não se alterou, Milton poderá estar no 'banco' sábado próximo, frente ao Belenenses (15h, no Estádio do Marítimo), na mesma condição, ou seja, sem apresentar credenciais de 'treinador principal'. Mas, a partir daí o clube terá de resolver a questão. Obrigatoriamente!

Dizem os Regulamentos, que aqui recordamos: 'Se, no decurso da época desportiva, um clube não tiver ao seu serviço efetivo, por

motivo de desvinculação contratual ou outro, o quadro técnico previsto no n.º 1 [treinador principal habilitado, o que até nem é o caso de Milton que tem a formação necessária], deve dar conhecimento imediato desse facto à Liga Portugal, dispondo do prazo de 15 dias contados a partir da data de realização do primeiro jogo oficial em que se verifique a falta da equipa técnica nos termos regulamentares, para inscrição de novos treinadores'.

Portanto, se o último jogo foi a 7 de dezembro e o próximo será a a 19, este, com o Belenenses - que Milton representou como jogador - ainda está dentro do tal prazo de 15 dias.

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo