Buscar
  • Henrique Correia

Marcelo não quer remendos no tecido social nem chuva de benesses


Presidente da República defende uma reconstrução de futuro, aproveitando bem os recursos e com convergência e homenageou a Saúde e as Forças Armadas.



O Presidente da República não poupou as palavras de alerta para o governo. Foi claro nesta mensagem do 10 de junho, comemorações que decorrem na Madeira: não quer "remendos no tecido social ferido pela pandemia", quer uma "reconstrução de futuro, pensando em 2030, 2040 e 2050, aproveitando recursos disponíveis, com convergência, não uma chuva de benesses para alguns", defende "recursos sem egoísmos pessoais e de grupo".

Marcelo Rebelo de Sousa, no discurso do Dia de Portugal, prestou honenagem à Forças Armadas pela intervenção em Portugal em contexto de pandemia. Mas deu "uma palavra ainda mais forte e emocionada para os homens e mulheres da Saúde, que salvaram vidas".

8 visualizações