Buscar
  • Henrique Correia

Mario Pereira: "Vivemos muito provavelmente o início de transmissão comunitária"


O médico justifica: "Na diversidade geografica dos novos casos Covid, pelas carateristicas epidemiologicas dos afetados, pela pouca expressão atual dos casos Covid relacionados com viagens"



O médico Mário Pereira, que já foi deputado do CDS e que protagonizou um período de grande tensão no Serviço de Saúde quando foi nomeado para a direção clínica do SESARAM, contra parecer dos seus pares, na sequência de um processo negocial no âmbito do Governo de coligação PSD/CDS, manifestou há pouco, na sua página do Facebook, o que considerou "uma preocupação e um apelo" relacionado com a evolução da Covid-19 na Região

A preocupação, explica o clínico, que diz ser "partilhada por outros colegas medicos de várias especialidades", é que "vivemos muito provavelmente o início de uma situação de Transmissão Comunitária".

Justifica escrevendo que essa preocupação assenta "na diversidade geografica dos novos casos Covid, pelas carateristicas epidemiologicas dos afetados, pela pouca expressão atual dos casos Covid relacionados com viagens, pela virtual incapacidade de prever todos os contatos próximos e prováveis, bem como pelo crescimento absoluto do número de infetados".

O médico faz, por isso, um apelo: "De forma a não deitar fora todo o esforço feito até agora pelos madeirenses, e todo o grande investimento feito pelas autoridades regionais de saude na contenção do Covid, CUMPRAM com empenho todas as recomendações para evitar os contagios. O Natal é tempo de ESPERANÇA, não a vamos deitar fora! Fiquem bem!!!"

Há dias, Mário Pereira tinha colocado outro post, onde referia que "para lutar contra o Covid-19, eu e outros médicos da Madeira, suspendemos a atividade de Medicina Privada em Março e trabalhamos em exclusividade no plano contingência do SRS. Agora que as coisas melhoraram,

reinicio hoje o apoio aos utentes no Medical Center (MMC) e Hospital Privado, juntamente com o SNS Publico.

Agora nestes 3 hospitais há a proteção necessaria para trabalhar e tratarmos os utentes em segurança.

Usem máscara, respeitem as distâncias e não baixem a guarda.

Vamos vencer esta provação!".

11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo