Buscar
  • Henrique Correia

Miguel Gouveia em Praça cheia: "Não insultamos a inteligência de ninguém"



"Não admitir que ninguém, seja Presidente do Governo Regional ou Presidente da oposição à Câmara, afirme que o Funchal é um chiqueiro".




A candidatura da Coligação Confiança à Câmara Municipal do Funchal encheu a Praça do Município para pedir aos funchalenses: não fiquem em casa no domingo para que daqui a quatro anos, quando olharmos para trás, nos orgulhemos de ter estado do lado certo da História, sabendo que fizemos a diferença em prol de uma cidade emancipada e governada pelos funchalenses e para os funchalenses. No domingo, há duas opções e os funchalenses não querem regressar ao passado, porque têm memória.”

Num balanço "extremamente positivo da campanha eleitoral", Miguel Silva Gouveia não tem dúvidas de que foi "a Confiança a apresentar os melhores candidatos, o maior trabalho e o melhor programa para a cidade, mantendo o foco em quem mais importa: as pessoas", e elogiou "o trabalho das dezenas de candidatos da Coligação por todo o concelho e os laços de confiança estabelecidos com os funchalenses.

Referindo que "não prometemos impossíveis, nem vendemos facilitismos, não chantageamos os funchalenses, nem insultamos a inteligência de ninguém", o cabeça-de-lista da Coligação Confiança assumiu "não admitir que ninguém, seja Presidente do Governo Regional ou Presidente da oposição à Câmara, afirme que o Funchal é um chiqueiro. Não é admissível tamanho desrespeito pelos funchalenses e tamanha desconsideração pelos trabalhadores municipais, que diariamente se empenham para manter esta cidade como uma referência. É esta a postura que todos sabem que podem esperar da Coligação Confiança, porque nós mantivemo-nos sempre ao lado dos funchalenses.”

Miguel Silva Gouveia concluiu que “ninguém é melhor do que ninguém, porque não vivemos numa sociedade de castas, nem existem predestinados para a governação. Nos últimos oito anos, fizemos do Funchal uma cidade de oportunidades iguais para todos. E os funchalenses sabem o que está em causa nestas eleições e sabem o que significaria o regresso ao passado em que o PSD governava os destinos do Funchal. No próximo dia 26 de setembro, é hora de reforçar os laços de confiança entre funchalenses e equipas de candidatos, para construir um Funchal mais próspero, justo, livre, participado e sustentável. No próximo domingo, apelo a que ninguém fique calado e faça ouvir a sua voz através do voto na Confiança!"

17 visualizações