Buscar
  • Henrique Correia

Miguel Gouveia para os dispensados da Frente Mar: "Não assinem nada"



"Já em contexto de campanha eleitoral, a candidatura do PSD/CDS foi à empresa FMF descansar todos os trabalhadores de que o seu posto de trabalho ficaria salvaguardado".



O anterior presidente da Câmara do Funchal, Miguel Gouveia, não esconde a revolta pelo anúncio, por parte de Pedro Calado, da dispensa de 13 funcionários da Frente MarFunchal. Gouveia lembra que o PSD chumbou a proposta da Confiança para dissolver a empresa e defender os postos de trabalho que seriam incluídos nos quadros da Câmara e agora é o próprio PSD a despedir trabalhadores.

"A Confiança continuará a defender os trabalhadores, aconselhando-os a não assinarem qualquer acordo de rescisão de contrato e encaminhando para o indispensável apoio jurídico", garante Miguel Gouveia.

O ex-presidente recorda, ainda, que "já em contexto de campanha eleitoral, a candidatura do PSD/CDS foi à empresa FMF descansar todos os trabalhadores de que o seu posto de trabalho ficaria salvaguardado. Também no dia seguinte ao acto eleitoral, foi afirmado no Telejornal da RTP-Madeira³ pelo actual presidente da CMF que a empresa já estaria dissolvida (o que é mentira porque a proposta foi chumbada em Assembleia Municipal) mas que iria salvaguardar todos os postos de trabalho.

Nessa mesma semana, numa visita à empresa⁴ para falar com os trabalhadores, o presidente, dizendo "não vamos acabar com a empresa" e zurzindo contra "as mentiras que andaram por aí a dizer" sobre a dissolução da empresa, quando na verdade foi o próprio que o disse na RTP.



43 visualizações