Buscar
  • Henrique Correia

Miguel Sousa responde a Rui Alves: "Ilegalidade é ainda não ter entregue as contas de 2020"


O "folhetim" parece não ter fim. Presidente do Nacional acusa Miguel Sousa de "terrorismo eleitoral" e de praticar "ilegalidades estatutárias".




Rui Alves, recandidato à liderança do Nacional nas eleições de 1 de junho, acusou o presidente da Assembleia Geral cessante, Miguel Sousa, de "terrorismo eleitoral" e de praticar ilegalidades estatutárias para viabilizar a outra lista concorrente liderada por Daniel Meneses. Alves apresentou o seu projeto e a sua equipa. Uma posição publicada pelo DN.

Rui Alves e Miguel Sousa andam desavindos há muito tempo. O "verniz" estalou com o fim da I Liga, quando a descida começou a ser desenhada. E não mais parou.

Miguel Sousa, hoje, voltou às publicações na sua página do Facebook, numa perspetiva de resposta "à letra" ao presidente do Nacional. E, entre outras reações visando Rui Alves, temos estas: "De ilegalidades, Rui Alves sabe muito mais do que eu". Ou ainda: "Ilegalidade é ainda não ter entregue as contas de 2020". Ou outra ainda: "Não é terrorismo eleitoral. É desespero porque não quer perder o tacho (€€€)".


23 visualizações

Posts recentes

Ver tudo