Buscar
  • Henrique Correia

Ministro britânico confirma saída de Portugal da lista verde; Madeira sensibiliza


Medida entra em vigpr a 8 de junho e atinge particularmente a Madeira. Eduardo Jesus quer "discriminação positiva da medida para a Região".




Ministro britânico confirma o que já tinha sido avançado pelos media: Portugal foi retirado da "lista verde" de países seguros do Reino Unido, que dispensava quarentena no regresso a solo britânico, anunciou esta quinta-feira o secretário dos Transportes, Grant Shapps. A medida entra já em vigor no dia 8 de junho. O ministro explicou com dois motivos que preocupam as autoridades, a taxa de positividade que quase duplicou e uma espécie de mutação do Nepal da chamada variante indiana que foi detetada e "não sabemos o potencial que pode ter para resistir à vacina”.

Com esta decisão, os viajantes que vierem a Portugal são obrigados a dois testes, no segundo e no quinto dia apósa chegada, e a um período de quarentena que pode ser reduzido com um teste negativo no quinto dia. Em termos financeiros, um grande investimento.

Madeira e Algarve são as zonas do País mais afetadas, uma vez que constituem grandes polos de atração turística para o mercado britânico.

O secretário regional do Turismo, Eduardo Jesus, em declarações ao Diário, disse que o Governo Regional está a desenvolver esforços junto do governo britânico, no sentido de haver uma "discriminação positiva da Madeira nesta decisão, uma vez que a Região tem um quadro epidemiológico favorável e tem o processo de vacinação em estado avançado".

16 visualizações