Buscar
  • Henrique Correia

Missão (im) possível: "Não deixar ninguém desprotegido


Augusta Aguiar: "Um outro sentimento que temos de ter sempre presente é o da esperança, que todos devemos manter, em especial nesta época natalícia".


Podemos dizer que é uma missão impossível aquela que a secretária regional da Inclusão Social e Cidadania se propõe para 2021, não deixar ninguém desprotegido. Impossível na totalidade, é impossível para qualquer governo. Mas nesse contexto dificuldade, há

sempre o possível, o que é possível concretizar. E está a ser relevante.

Num ano de enormes desafios, a Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania veio lembrar que "deu resposta a todos os cidadãos madeirenses e porto santenses em situação de maior vulnerabilidade social e económica, sem deixar ninguém desprotegido. É essa a nossa missão e o que nos move diariamente, e considero que estivemos todos à altura do desafio que nos foi imposto"

Numa mensagem de Natal aos trabalhadores da complexa área que tutela, numa conjuntura de grandes exigências, Augusta Aguiar considerou que esse trabalho "deveu-se à dedicação diária de toda uma equipa que, sem baixar os braços, deu o seu melhor e trabalhou de forma incansável. Aos dirigentes e colaboradores do meu Gabinete, do Instituto de Segurança Social da Madeira, do Instituto de Emprego da Madeira, da Investimentos Habitacionais da Madeira, da Direção Regional do Trabalho e Ação Inspetiva e da Direção Regional dos Assuntos Sociais, o meu profundo agradecimento e gratidão por toda a dedicação e empenho durante 2020".

A governante acrescenta que "considerando os grandes desafios que se avizinham para 2021, um outro sentimento que temos de ter sempre presente é o da esperança, que todos devemos manter, em especial nesta época natalícia".

7 visualizações