Buscar
  • Henrique Correia

Mulheres Socialistas lamentam morte de mulher vítima de violência


Condena veementemente mais esta situação de morte causada no seio da família.



As Mulheres Socialistas da Madeira emitiram hoje um comunicado onde "lamentam profundamente a morte de uma mulher, ocorrida hoje, no concelho da Calheta, alegadamente em contexto de violência doméstica", sendo que o autor terá sido um irmão da vítima já detido pelas autoridades.

“Solidarizamo-nos uma vez mais com todas as vítimas de violência doméstica e em especial com esta situação ocorrida no dia de hoje”, apontam.

As Mulheres Socialistas referem que, "com a pandemia, tornou-se ainda mais difícil às vítimas de violência denunciarem a situação, o que deve impelir a que as pessoas estejam ainda mais atentas e que informem as autoridades sempre que tenham conhecimentos de alguma situação de violência doméstica, uma vez que se trata de um crime público".

“Criou-se na sociedade uma falsa sensação de que os números de casos têm vindo a diminuir na RAM”, mas “a diminuição do número de queixas não significa que tenham diminuído os crimes”, alertam as socialistas.

O Departamento das Mulheres Socialistas envia sinceros sentimentos aos familiares e entes queridos da vítima e condena veementemente mais esta situação de morte causada no seio da família. Por isso, deixa o alerta: “O silêncio não é de ouro”.

4 visualizações