Buscar
  • Henrique Correia

"Não ando de peruca nem de rabo de cavalo, só regresso se não for acusado o indulto"



Foi uma entrevista difícil de acreditar. Marcou a abertura, hoje, da CNN Portugal. Declarações de João Rendeiro deveriam deixar o País de "boca aberta" com a Justiça de brandos costumes e o costume, os jornalistas chegam primeiro.




A CNN Portugal começou com uma "bomba" jornalística. Um verdadeiro "furo" jornalística mas ao mesmo tempo uma afronta à Justiça e aos portugueses. Já sem falar na falta de vergonha de João Rendeiro, que concede uma entrevista desconcertante ao novo canal, no dia da abertura desta nova oferta da televisão portugues.

Rendeiro não diz onde está, mas tem palavras desafiadoras, garante que só regressa a Portugal com indulto presidencial ou com uma não acusação. Assegura que no local onde vive, foragido à Justiça em Portugal, anda de cara descoberta, vai à praia e faz uma vida normal. "Não ando de peruca nem de rabo de cavalo".

Afiança que é ele o responsável pelo alegado descaminho das obras de arte, cujas cópias foram encontradas quando a Justiça "despertou" para o perigo de fuga. "A Justiça, não podendo apanhar-me, apanhou a Maria, que gosta do seu espaço, da sua conchinha e só não está comigo porque tem os seus três amores, com os quais não posso competir, as três cadelinhas, a joana, a clara e a boneca".

De Salgado, lembra que, comparado é acusado de 60 crimes. Eu, sendo muitos são poucos por comparação".

15 visualizações