Buscar
  • Henrique Correia

Não há alerta que funcione: gente junta e bares fechados antes da hora


Polícia intervém na Zona Velha sem regras para a pandemia.



Altas temperaturas, baixos cuidados.


Não há forma de sensibilizar. As altas temperaturas, que tornam as noites mais agradáveis, os jovens fartos das restrições e o álcool a aquecer e retirar o discernimento, são misturas explosivas que levam aos abusos relativamente às restrições, nada de ajuntamentos e tudo fechado à meia noite.

Esta última madrugada, segundo revelou a Anteba 1 Madeira, a polícia foi obrigada a intervir encerrando os bares da Zona Velha, antes da hora legal para o fazer, de acordo com as medidas em vigor de acordo com a situação de calamidade.

Segundo a rádio pública, "o fecho forçado cerca de 10 minutos antes da foi motivado pelas várias centenas de pessoas que se concentravam no exterior dos bares sem qualquer distanciamento social e também a consumirem bebida alcoólicas".

Esta realidade tem sido recorrente ao fim de semana, sendo que bem recentemente, o presidente do Governo garantiu que as medidas são para manter alertando os jovens para a necessidade de evitarem comportamentos de risco, sobretudo agora que a variante Delta, que predomina a 100% na Região, atinge particularmente os mais jovens, situação que não tem impedido os constantes excessos que podem vir a custar caro.


4 visualizações