Buscar
  • Henrique Correia

"Não podemos classificar a ómicron de ligeira; há mortes e internados no mundo"


A mensagem vem da Organização Mundial de Saúde.




A Organização Mundial de Saúde revelou hoje que a ómicron, embora sendo uma variante menos severa, não pode ser classificada de ligeira atendendo às consequências que está a provocar, no mundo, no número de mortos e de internados. "Pode ser menos grave, mas não é leve", diz o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom.

A ocorrência de uma situação de pressão nas unidades de saúde do Reino Unido e o crescente aumento de casos em todos os países, provocando problemas de funcionamento em diversos serviços, contribui para que a OMS tenha vindo a público com esta mensagem de prudência quando em muitos países a mensagem é para aligeirar enquanto não houver pressão hospitalar, estratégia seguida também pela Região.

Apesar de tudo, apesar de se afirmar que a situação está controlada, a Madeira já cancelou as festas de Carnaval e suspendeu, por 10 dias, as visitas a internados no Hospital Dr. Nélio Mendonça.

8 visualizações