Buscar
  • Henrique Correia

Não se justifica confinamento geral na Madeira, diz Calado



Vice presidente diz que "não há necessidade de tomarmos mais medidas restritivas"


A situação na Madeira não é tão grave como aquela verificada no continente, apesar do aumento de casos também na Região.

A posição é de Pedro Calado, vice presidente do Governo Regional, reagindo à possibilidade muito forte do Governo da República vir a decretar um novo confinamento geral, de 15 dias, muito idêntico ao que ocorreu em março.

Calado diz que "não há necessidade de tomarmos mais medidas restritivas. As que temos são as adequadas e vamos avaliando, disse o vice-presidente em declarações à RTP M.

23 visualizações