Buscar
  • Henrique Correia

Nova orquídea "Bailinho da Madeira" marca para sempre uma das "7 Maravilhas"

Apresentação pública a 24 de setembro com a entrega de prémios da Exposição da Flor

A orquídea Rhyncholaeliocattleya (Rlc.) Bailinho da Madeira, um novo híbrido criado na Região Autónoma por Pedro Spínola, e registado a 13 de setembro de 2020 junto da Royal Horticultural Society, vai marcar, para sempre, aquela que foi considerada uma das "7 Maravilhas da Cultura Popular", o Bailinho.

Esta nova flor estará em apresentação pública esta quinta-feira, 24 de setembro, pelas 18 horas por ocasião da cerimónia de entrega dos prémios aos floricultores mais bem classificados na 65.ª Exposição e no Concurso de Produção Florícola Regional e de Arranjos Florais 2020, no sexto piso (terraço) do Edifício Golden.

O Governo dá conta que a orquídea Rhyncholaeliocattleya "é uma criação que, com o seu porte, cor e perfume, honra não só o Bailinho da Madeira, recentemente galardoado como uma das “7 Maravilhas da Cultura Popular”, como também perpetua a Madeira e o Porto Santo através de uma das mais belas flores".

Nesta exposição da Flor participaram 36 expositores (42 no ano passado) e estiveram expostos 1.351 (1.119 no ano passado), sendo 141 plantas vivas em vasos e 1.210 hastes cortadas.

São premiados neste ano 30 expositores, num total de 102 prémios: 49 para plantas vivas em vaso, 45 para hastes cortadas e três para arranjos florais.

5 visualizações