Buscar
  • Henrique Correia

Novo Hospital avança primeira fase por 4,7 milhões; Carlos Pereira "puxa galões"


Governo adjudicou estes trabalhos da primeira fase à proposta apresentada pelo agrupamento concorrente TPF-Consultores de Engenharia e Arquitetura, S.A./Consulgal, Consultores de Engenharia e Gestão , S.A. / NRV- Consultores de Engenharia, S.A.



Há boas notícias sobre o novo Hospital da Madeira. O JM dá conta, hoje, que a primeira fase, correspondente às escavações, avança ainda este mês de maio, o que suscitou já uma reação de regozijo por parte de Carlos Pereira, deputado socialista na Assembleia da República, lembrando a luta, em Lisboa, para levar a obra a bom "porto". Como que um "puxar de galões" porte do parlamentar, no sentido de chamar a si algum do trabalho desenvolvido, na capital, em favor do novo Hospital.

Carlos Pereira recorda que "a garantia do cofinanciamento desta obra foi uma das promessas que assumiu no seu primeiro mandato, tendo conseguido que tal fosse consagrado nos Orçamentos do Estado de 2016, 2017, 2018, 2019, 2020 e 2021".

O deputado socialista salienta que esta foi uma “batalha que valeu a pena” e coloca em evidência o facto de, pela primeira vez na história, a República ajudar a pagar um hospital, enquadrado na Lei das Finanças Regionais, no quadro dos Projetos de Interesse Comum".

Recorde-se que o Governo adjudicou estes trabalhos da primeira fase à proposta apresentada pelo agrupamento concorrente TPF-Consultores de Engenharia e Arquitetura, S.A./Consulgal, Consultores de Engenharia e Gestão , S.A. / NRV- Consultores de Engenharia, S.A., pelo preço contratual máximo de € 4.725.071,55, tendo presente e acolhendo todas as propostas e confirmando o esclarecimento do júri do procedimento do concurso limitado por prévia qualificação para a aquisição de serviços designada como "HOSPITAL CENTRAL DA MADEIRA - SERVIÇOS DE FISCALIZAÇÃO E COORDENAÇÃO DA OBRA".









7 visualizações