Buscar
  • Henrique Correia

O empresário que gere os juniores do CD Nacional


Fernando Emílio tem uma longa ligação com os alvinegros.


Foi notícia por aqui a 2 de julho último que o CD Nacional, nesta época de 2021/2022, optou por entregar a sua equipa de juniores, que milita na I Divisão Nacional, a um empresário de futebol que faz a respetiva gestão. E revelamos o nome de tal responsável: Fernando Emílio.

Mas, quem é Fernando Emílio? Hoje, dia em que os alvinegros, depois do adiamento dos primeiros jogos, fazem o terceiro jogo da época e também fora de casa (agora com o Estoril, antes com Académica e Belenenses, com duas derrotas) e vivendo uma 'chicotada psicológica', juntemos alguns dados que foi possível compilar sobre este empresário de jogadores há muitos anos. Pessoa discreta, caraterística que dificultou, naturalmente, a obtenção de mais dados sobre a mesma.

Sexagenário, Fernando Emílio já tem uma relação com o CD Nacional há muitos anos. E com a Madeira também, uma vez que Emílio foi árbitro das divisões secundárias, tendo-se cruzado com algumas equipas madeirenses.

Voltando à sua ligação com os alvinegros, recorde-se que Emílio foi um dos empresários que esteve envolvido na contratação do guarda-redes Rui Silva - hoje no Bétis de Sevilha. Ao tempo, foi um envolvimento com alguma polémica, de acordo com o que se apurou com elementos que conheceram de perto os moldes da transferência do guardião que então, ainda com idade de júnior, deixou a Maia. Há 10 anos.

Já nessa altura Fernando Emílio era um nome conhecido no futebol, sobretudo por ter aberto aos portugueses as portas do 'mercado romeno'. Muito devido à amizade do português com Marcel Popescu, empresário romeno muito próximo do presidente do Cluj, Iuliu Muresan. Carlos, guarda-redes do Boavista, foi o primeiro de muitos portugueses, inclusive o treinador Jorge Costa, a seguir para a Roménia.

Nesta época de 2021/2022, com a missão de dirigir os juniores nacionalistas, Fernando Emílio tem passado praticamente todo o seu tempo na Madeira. Esteve presente nas eleições do Nacional - vide foto, à conversa com Costinha -, observou a final do Torneio de juniores da AFM - onde o Nacional venceu Marítimo no desempate por penaltis -, trouxe o treinador já chicoteado Paulo Nuno Santos, o 'adjunto' agora principal Nuno Gonçalves e alguns jogadores, acompanha os trabalhos...

Resta aguardar que resultados finais terá esta experiência inédita no futebol júnior madeirense, incrementada pelo CD Nacional, com o futebol jovem agora a ter como 'vice' Miguel Alves, e posta no terreno por Fernando Emílio.

10 visualizações