Buscar
  • henriquecorreia196

O regresso da "Felisberta"; meio milhão em obras que já começaram


O projecto, da autoria do arquitecto Paulo David, respeita a fachada existente.





Muitos não se recordam da Felisberta, são de gerações mais novas, mas muitos outros lembram-se bem o que era e o que representava a Felisberta, uma das mais conhecidas pastelarias do Funchal, ficaca na Rua das Pretas. Fechou há muito, ficou ali o edifício durante décadas, mas parece que agora vai mesmo avançar a reabilitação.

"Finalmente começaram as obras da reconstrução da “Confeitaria Felisberta’, anuncia a Câmara do Funchal. Primeiro publicando no DN, por causa do exclusivo e só depois nas suas plataformas digitais, um expediente muito especifico da relação comunicação social/poder político.

Seja como for, uma boa notícia, independentemente das contrapartidas que metem a informação e a ação de órgãos públicos no mesmo saco. A Felisberta vai reabrir. "A CMF vai lançar, em breve, a abertura de um concurso para a concepção e exploração do espaço", refere a Autarquia na sua página do Facebook.

"A "Confeitaria Felisberta”, situada à rua das Pretas n. 61 a 63, em São Pedro, no Funchal, fundada em 1837 e ainda na memória de muitas gerações, vai reabrir dentro de um ano. As obras de reabilitação e adaptação do edifício arrancaram em Novembro e o prazo de execução está estimado em 360 dias. Um investimento próximo dos 500 mil euros"

O projecto, da autoria do arquitecto Paulo David, respeita a fachada existente, introduzindo apenas alguns elementos que venham consolidar a estrutura das paredes actuais bem como resolver todo o tipo de circulação e infra-estruturas necessárias, não comprometendo a integridade do perfil urbano da rua e desta zona da cidade. A cor verde final da fachada é para manter e até o letreiro ainda existente com a designação de ‘Confeitaria Felisberta' é para replicar. Será feito um levantamento para manter estes elementos originais".

No piso térreo funcionarão todas as zonas de confecção que corresponde ao antigo espaço da “Confeitaria Felisberta”, um espaço principal de venda ao público com um balcão de apoio e uma vitrine central recriando a memória do antigo espaço, onde também irá constar uma galeria de acesso e laboratório da confecção dos produtos e de exposição de algumas receitas da antiga Felisberta ou fotografias do antigo espaço. Serão recuperadas as receitas antigas dos doces e o fabrico dos produtos será feito à vista dos clientes.

Já no piso 1, funcionará uma casa de chá.

14 visualizações