Buscar
  • Duarte Azevedo

"OLA' do Marítimo e do Nacional com o papel de ligarem o clube aos adeptos


Élvio Faria e João Jasmins desempenham esse cargo

A figura institucional do OLA (Oficial de Ligação ao Adepto) já existe no futebol há algumas temporadas, inclusive em Portugal.

Atualmente nos clubes madeirenses que militam no principal escalão do futebol português, são OLA Élvio Faria por parte do CS Marítimo e João Jasmins por banda do CD Nacional. O primeiro, antigo técnico do clube e há muitos anos funcionário, com um papel de relevo em várias áreas, nomeadamente no 'Museu' e na comunicação; já o alvinegro tem nome como atleta do clube, nomeadamente no futebol de praia, exercendo atualmente as funções de vice-presidente do CD Nacional para as Relações Internacionais.

Como explica o respetivo manual, 'a exigência do OLA explica-se pela necessidade de melhorar a comunicação e fornecer um apoio único para os adeptos se organizarem melhor e fazerem ouvir a sua voz', passando pela responsabilidade de criar as melhores relações entre os vários agentes desportivos.

A existência do OLA é uma exigência no processo de licenciamento da UEFA e 'constitui um novo paradigma de referência nas relações clube-adepto e enfatiza a importância que a UEFA atribui ao diálogo e à comunicação entre clubes e adeptos'.

Anualmente o OLA frequenta um curso para eventual atualização de conhecimentos, como aconteceu recentemente sob a égide da Federação Portuguesa de Futebol.

7 visualizações