Buscar
  • Henrique Correia

Onze novas "ilhas ecológicas" em quatro bairros sociais do Funchal


O Município do Funchal instalou, em 2018, as suas primeiras seis ilhas ecológicas na Baixa da cidade


A Câmara Municipal do Funchal anunciou que vai reforçar a recolha seletiva de resíduos no concelho, com a instalação de onze novas ilhas ecológicas em quatro bairros sociais, nas freguesias de Santo António e São Pedro. Este é um investimento cofinanciado pelo POSEUR que ascende a 482 mil euros, e que tem um prazo de execução de um ano. O Município detém, neste momento, 18 ilhas ecológicas em pleno funcionamento, preparando-se, deste modo, para chegar às três dezenas.

O presidente da Autarquia, Miguel Silva, Gouveia salienta que “o atual Executivo assumiu a sustentabilidade ambiental como um dos pilares da sua ação e a colocação deste tipo de equipamentos públicos de deposição seletiva de resíduos sólidos é uma forma privilegiada de incentivar a reciclagem e de promover o aumento da taxa do Funchal a esse nível, com uma maior capacidade de deposição de resíduos e reduzindo a poluição ambiental.”

O Município do Funchal instalou, em 2018, as suas primeiras seis ilhas ecológicas na Baixa da cidade, numa aposta então pioneira a nível regional, com o presidente a sublinhar que “a introdução deste novo modelo em artérias centrais da cidade confirmou-se como um projeto de sucesso, tanto a nível da nossa taxa de recolha seletiva, como também em termos visuais e ambientais. Seguiram-se, em 2019, 12 novas ilhas ecológicas no Bairro da Nazaré, igualmente bem recebidas pela população, e que serviram de base para o alargamento desta aposta a outros bairros sociais do concelho. É esta a cidade que queremos continuar a construir nos próximos anos, promovendo o futuro sustentável das próximas gerações.”


7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo