Buscar
  • Henrique Correia

Ordenado mínimo regional segue para a Assembleia; 723 euros desde 1 de janeiro


"Foram apreciadas, com os parceiros sociais, as condições e os objetivos da valorização da retribuição mínima mensal garantida".




Já está publicada a resolução do Governo Reginal sobre a proposta de Decreto Legislativo Regional, que aprova o valor da retribuição mínima mensal garantida para vigorar na Região em € 723,00, com efeitos reportados a 1 de janeiro de 2022, a enviar à Assembleia Legislativa da Madeira.

Esta medida, que surge na sequência da atualização do ordenado mínimo nacional, fundamenta-se "no equilíbrio entre a sustentabilidade das empresas e o rendimento disponível das famílias".

O Governo lembra que "foram apreciadas as condições e os objetivos da valorização da retribuição mínima mensal garantida na

Região Autónoma da Madeira, entre o Governo Regional e os Parceiros Sociais, com assento na Comissão Permanente de

Concertação Social do Conselho Económico e da Concertação Social da Região Autónoma da Madeira, em reunião de 22 de dezembro de 2021".

A atualização tem efeitos reportados a 1 de janeiro de 2022 e a proposta será agora enviada à Assembleia Legislativa da Região.

5 visualizações