Buscar
  • Henrique Correia

Os sacos já são pagos até nas farmácias. E quem paga a publicidade nos sacos?



Não estou disponível para pagar e ainda por cima fazer de "mupi" em movimento.


Todos os sacos pagos, por serem pagos, deveriam ser assim: sem publicidade.


Em primeiro lugar, a questão que decidi abordar neste apontamento, hoje, não tem nada a ver com o facto dos sacos passarem a ser pagos, já há algum tempo nos supermercados, mas mais recentemente no comércio em geral e agora também nas farmácias, até aquele saquinho de papel para não trazermos os medicamentos nos bolsos. Vale a pena começar a ponderar, como antigamente, levar papel de jornal para embrulhar como nas lojas de ferragens. Quem está, como eu, com uma idade que já vê os sessenta na "esquina" seguinte, lembra-se disso.

Mas pronto, o propósito subjacente ao pagamento dos sacos é nobre, importante do ponto de vista ambiental, reduzir será decisivo para os males que a humanidade andou a fazer, sendo por isso decisivo o que pretendemos fazer no presente se quisermos ter futuro, embora vejamos já alguns aproveitamentos, pelo exagero, de muitos estabelecimentos. O que também não é de estranhar.

Mas pronto, o objetivo é positivo, merece o esforço de levar um saco ou em alternativa pagar se quiser. Pagar obriga mesmo a repensar, apesar de não envolver grande custo, mas pelo menos podemos estar preocupados com isso e reutilizar a "despensa" de sacos que temos em casa.

O que me preocupa, irrita-me mesmo, é que a obrigação de pagamento dos sacos não seja acompanhada pela escolha do consumidor, o que paga. E é fácil de explicar: se vou pagar o saco, não devo ser obrigado a fazer publicidade da loja, publicidade essa que está precisamente nos sacos. Porque é que devo "passear" o nome das lojas? Não é um produto de marca. Tudo tem um custo, o saco e a publicidade no saco. Por isso, os sacos que são pagos não deviam ter qualquer publicidade e a proteção do consumidor deveria estar avisada para esta situação. Não é um "crime", não está em causa o valor, e esta observação é isso mesmo, uma mera observação, um tema leve para desanuviar de temas mais pesados.

Mas é preciso ter em conta o princípio do utilizador/pagador, mas neste caso pagando o saco livre de segundas intenções publicitárias. Pagar, sim, mas um saco branco, vermelho, verde ou outra cor qualquer. Sem letras.

Não estou disponível para pagar e ainda por cima fazer de "mupi" em movimento. E de "saco" cheio porque paguei e ainda "convido" para ir ao Continente, ao Pingo Doce ou a um frango qualquer que é bom como se diz no saco.

Não é de "encher o saco"?








13 visualizações