top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

PAN defende uma "polícia metropolitana" para ajudar a PSP e GNR



Joaquim Sousa aponta o “silêncio do Governo Regional e dos municípios perante a inobservância da República no que às condições das forças de segurança dizem respeito".




O grupo de trabalho do PAN para as questões da cidadania reuniu-se com habitantes de diferentes bairros do Funchal, Santa Cruz e Câmara de Lobos para "melhor compreender a sensação de insegurança que se vive em diferentes espaços habitacionais da região".

Como primeira conclusão, refere uma nota do partido, "é que as pessoas têm medo, que lhe aconteça alguma coisa ou que os filhos sejam assaltados ou iniciados no consumo de drogas".

Esta falta de segurança que se faz sentir nestes concelhos, deve-se no entender dos cidadãos auscultados:

1º devido à grave crise social que o governo regional vai escondendo "perto das casas deles e nas zonas dos hotéis não se vê esta miséria";

2º ao problema provocado pelas “novas” substâncias/ drogas, sendo tendo os presentes demonstrado a sua incredibilidade por ser exatamente "a Madeira a região do país onde mais se produz e consome Bloom", dados que o governo regional prefere ignorar "O Albuquerque cá não quer ver os filhos metidos na droga";

3º devido à perda do número de efetivos da PSP e da GNR que ano após ano se verifica, perdendo assim estes corpos policiais a robustez para manter a segurança dos cidadãos madeirenses "tantas vezes chamamos a polícia e eles demoram horas a chegar".

O porta-voz do PAN/Madeira, Joaquim José Sousa afirmou que é ensurdecedor “O silêncio do Governo Regional e dos municípios perante a inobservância da República no que às condições das forças de segurança dizem respeito, atingiu proporções completamente desalinhadas para a urgência deste problema que nos afeta a todos.”

A par da valorização urgente dos profissionais da PSP e GNR que o PAN apoia de forma célere, o partido defende que uma das maneiras de colmatar a insuficiência de efetivos policiais na região, seria através da criação da Polícia Metropolitana (Funchal – Santa Cruz – Câmara de Lobos) para reforçar, em articulação com a PSP e GNR, o policiamento de proximidade, para defesa das nossas comunidades. A Polícia Metropolitana, terá autoridade administrativa, e terá como funções a de vigilância e de fiscalização, e também com efeito de dissuasão criminal.

21 visualizações

Comments


bottom of page