Buscar
  • Henrique Correia

Paraísos fiscais podem existir mas não servirão para nada com tributação mínima de 15%


A declaração foi do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.




O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais disse hoje que a tributação mínima de 15%, acordada pelos países da OCDE, relativamente aos "paraísos fiscais", é positiva.

António Mendonça Mendes fez estas declaraçõesna Assembleiada República no âmbito da comissão que aborda o assunto Pandora Pappers: "Os paraísos fiscais nunca vão acabar por vontade unilateral de um País. E só podem ser combatidos com regulamentação a nível mundial. O facto de muito recentemente, no quadro da OCDE, os países terem aceite uma tributação mínima de 15%, tanto no pilar 1 como no pilar 2, é algo absolutamente fundamental para assegurar que os paraísos podem continuar a existir, mas as empresas serão sempre tributados com taxa mínima de 15%".

4 visualizações