Buscar
  • Henrique Correia

Parte final do Rali promete disputa ao segundo; 6,7s separam os dois primeiros



Com pouco mais de 40 km de classificativas por disputar, a diferença entre os dois primeiros classificados do Rali é de 6,7 segundos.



O Rali Vinho Madeira está animado e a parte final da competição ainda pode trazer novidades relativamente ao primeiro lugar.

A disputa das primeiras passagens por Ponta do Pargo e Rosário, últimas classificativas da 3ª secção "vieram trazer uma nova realidade ao Rali Vinho da Madeira quando falta cumprir mais uma secção com quatro provas especiais", revela uma informação no site da prova.

"Com algumas zonas de Rosário húmidas, Alexandre Camacho, com um Skoda Fabia Rally2 Evo, apostou na utilização de pneus intermédios e conseguiu diminuir substancialmente a sua desvantagem para Miguel Nunes. Com pouco mais de 40 km de classificativas por disputar, a diferença entre os dois primeiros classificados do Rali é de 6,7 segundos e tudo fica em aberto quanto ao nome do vencedor desta edição".

O gabinete de comunicação do Rali adianta que "Bruno Magalhães sentiu algumas dificuldades com o seu Hyundai i20 R5 mas forçou o andamento e consegue entrar na última secção do evento na terceira posição absoluta, a melhor de um dos pilotos inscritos no Campeonato de Portugal de Ralis. O pódio da campeonato continua, contudo, bastante animada pois apenas 6,6 segundos separam o lote dos três primeiros que também inclui Armindo Araújo, em Skoda Fabia Rally2 Evo, e José Pedro Fontes, com Citroën C3 Rally2".

77 visualizações

Posts recentes

Ver tudo