Buscar
  • Henrique Correia

PJ da Madeira deteve funcionário dos CTT acusado de se apropriar de 51.800 euros

Dinheiro estava no interior de objetos postais. Na sequência das diligências realizadas foi possível recuperar a quase totalidade do valor desviado


A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção, na Madeira, de um funcionário dos CTT, de 47 anos de idade, em cumprimento de mandado emitido pelo Ministério Público – DIAP do Funchal, pela presumível prática dos crimes de peculato, falsificação de documentos e violação de correspondência.

A detenção surge na sequência de uma denúncia dos serviços de auditoria e inspeção dos CTT.

"O indivíduo em questão, funcionário dos CTT, é suspeito de, no exercício das suas funções, se ter apropriado indevidamente de 51.800 euros em dinheiro, que se encontravam no interior de objetos postais.

Na sequência das diligências realizadas foi possível recuperar a quase totalidade do valor desviado", esclarece aquela polícia.

O detido irá ser presente às autoridades judiciárias competentes para eventual aplicação de medidas de coação tidas por adequadas.

18 visualizações