Buscar
  • Henrique Correia

Plano de Juventude fica aquém mas o PSD absteve-se por ser melhor do que nada


Maurício Melim: "O Plano que hoje foi aprovado confirma a incompetência e a falta de visão que este Executivo Municipal teve para com a juventude".



O PSD não gosta do Plano de Juventude do Funchal, hoje aprovado em Assembleia Municipal. Diz que fica aquém das expetativas, mas mesmo assim absteve-se por ser melhor ter este plano do que não ter.

“O Plano Municipal de Juventude do Funchal, que hoje foi aprovado, confirma a incompetência e a falta de visão que este Executivo Municipal teve para com a juventude, assume que não foi capaz de criar condições favoráveis aos mais jovens tanto na perspetiva do emprego quanto da habitação e ainda integra medidas que a coligação confiança chumbou quando apresentadas pelo PSD em Assembleias de Freguesia, caindo numa total incongruência que demonstra bem aquilo que é a falta de estratégia e de preparação desta autarquia para gerir o futuro das novas gerações” afirmou, hoje, Bruno Melim, na qualidade de deputado municipal, durante a Assembleia Municipal do Funchal que continuou esta manhã.

Uma ocasião em que o deputado reforçou “o desnorte e a inconsistência da governação do Executivo do Funchal ao apresentar este documento”, numa votação em que o PSD se absteve “apenas e só por considerar que é melhor alguma coisa do que absolutamente nada no que respeita às políticas de juventude, esse nada que caracterizou os últimos 8 anos de gestão de Miguel Gouveia”, refere uma nota do gabinete de comunicação do partido.

3 visualizações