Buscar
  • Henrique Correia

Polícia vai passar da pedagogia à multa para meter ordem nos cumprimentos


Albuquerque pediu intervenção de Ireneu Barreto para evitar aglomerados e para travar excessos de algumas pessoas e de alguns bares



O Representante da República "perdeu a paciência" com as atitudes de irresponsabilidade face às medidas restritivas de combate à Covid-19, registando-se alguma descompressão das pessoas num contexto de aumento de casos. Por isso, Ireneu Barreto já deu indicações à PSP, estrutura que na Região está no âmbito das competências do Representante, para passar da pedagogia à multa. Foi o que deixou claro em declarações à agência Lusa, já replicadas em vários órgão de comunicação.

Esta "inconsciência" foi alvo de abordagem por parte do presidente do Governo ao Representante. Miguel Albuquerque falou com Ireneu Barreto e este, de imediato, fez chegar ao comandante da PSP uma indicação muito concreta: atuação mais presente e maus rigorosa sem ser persecutória. Quando for necessário apliquem multas. Deixemos a fase da intervenção mais pedagógicas".

Para Ireneu Barreto "fala-se muito do Natal e do Fim do Ano, da vinda dos emigrantes e dos estudantes e penso que há um pouco de tudo e também uma certa displicência da nossa população, que não tomou, na minha opinião, os cuidados devidos”.

“Mais do que procurarmos as causas, temos de tentar remediar o que é possível remediar”, elogiando as medidas adotadas pelo Governo Regional para minimizar a situação.

Ireneu Barreto aproveitou para lançar dois apelos: um para que as pessoas exerçam o voto nas presidenciais de domingo, 24 de janeiro; outro para os jovens no sentido de não pensarem que estão imunes à doença.

6 visualizações