Buscar
  • Henrique Correia

Porto Santo em "cerca natural" quer testes negativos também no Lobo Marinho



Idalino considera positiva a exigência de testes nas viagens aéreas mas defende que "a partir de meados de fevereiro, com o regresso do navio Lobo Marinho, a referida medida terá se ser, durante os próximos 15 dias, seriamente repensada"


O presidente da Câmara Municipal do Porto Santo está satisfeito com a obrigatoriedade do ter teste negativo ou fazer à chegada à ilha, para os passageiros que fazem o transporte pir via aérea, numa altura em que não há ligação marítima devido à paragem de manutenção do Lobo Marinho.

Mas Idalino Vasconcelos não deixa passar a observação entre o elogio da medida governamental, e decide ir mais longe considerando que "esta medida revela-se acertada enquanto as entradas na ilha forem efetuadas pela via aérea", mas lembrando que "a partir de meados de fevereiro, com o regresso do navio Lobo Marinho, a referida medida terá se ser, durante os próximos 15 dias, seriamente repensada, no sentido de estender aquela obrigatoriedade aos passageiros que viajam por via marítima".

O autarca considera mesmo que a implementação desta medida, a dos testes que fazem viagem aérea "é extremamente exigente e tem em conta a “cerca natural” que existe entre o Porto Santo e a Madeira, e tem de ser avaliada pelos vereadores da Câmara Municipal e os representantes da Comissão Municipal de Proteção Civil, em articulação com a Autoridade de Saúde Regional e Delegado de Saúde"

Idalino entende que todas as medidas são exigentes e irão penalizar a atividade económica, mas são as necessárias para evitar a propagação do vírus na ilha do Porto Santo. Por uma questão de saúde pública, se controlarmos as entradas controlaremos o vírus.”

O edil refere que “é preciso reduzir os contatos e as concentrações de pessoas, por isso, o esforço tem de ser de todos". Apela, ainda, à população para acatar com as orientações da Autoridade de Saúde Local e do Governo Regional da Madeira, bem como ao cumprimento da responsabilidade individual no combate à pandemia de Covid-19. “Isso fará a diferença no controle da pandemia no nosso pequeno concelho-ilha.”



22 visualizações